quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Onde eu me esqueci

"Hoje quando acordei senti falta de mim mesmo. Da minha casa, dá janela que dá para vista da copa das árvores. Senti falta dos meus finais de tarde, sentado na sala, os pés sobre a velha mesinha de centro, a xícara de café. De acordar cedo no meu quarto, abrir a cortina deixar o sol entrar. Sinto falta de conversar com meus pensamentos. De sair para correr antes da novela.
Sinto falta de não ter compromissos, de simplesmente levantar e ir embora quando me canso das conversas, de me sentir livre. Das aulas de yoga que eu nunca mais fui. De abrir um vinho sozinho e sentar para desenhar. De ligar o som alto e sair cantando pelos cômodos. Hoje quando acordei senti falta dos meus planos, das minhas metas. Das minhas viagens, das pessoas que por lá eu conheço e de tudo que trago delas para mim. Senti falta de ser eu mesmo, até da minha rotina.
Eu ainda não aprendi a não me deixar levar, de não me envolver tanto a ponto de me perder no caminho. Talvez por isso eu sinta como se sempre estivesse procurando por algo, talvez essa procura seja por mim mesmo, sempre tentando voltar pro lugar onde eu me esqueci."

- Memórias Públicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário