terça-feira, 20 de setembro de 2011

Vai ser sempre

Os amigos mudam. Mesmo amizades de infância uma hora ou outra podem acabar. A gente cresce e acaba percebendo que em comum o que temos com eles é só o passado que dividimos. Os interesses mudam, os pontos de vista também. As histórias que eram carregadas de detalhes e observações, hoje são apenas contadas por alto. Acredito que essas amizades apesar de agora não serem mais tão intensas duram para sempre. O que durante anos fora construído não acaba de repente. Só não há mais tanto interesse em se compartilhar tudo, de estar sempre reunidos. Mas vai ser sempre aquele abraço carinhoso ao se cruzar na rua. Vai ser sempre o interesse da conversa de amigos em comum. O convite especial para a formatura. Vai ser o motivo do café de fim de tarde. Uma rodada de cerveja no bar das antigas. A lembrança de boas festas, boas risadas, boas bebedeiras e de algumas confusões com toda certeza. Vai ser sempre um lugar para se voltar. Mas no nosso caminho tem sempre pessoas entrando e saindo. Novas pessoas ocupando espaço de algumas antigas ou o contrário disso. É sempre assim e talvez por ser assim é que isso se torna tão interessante. Mas há sempre uma certeza, os caminhos sempre se cruzam em algum momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário