quinta-feira, 16 de junho de 2011

Aos poucos


E aos poucos tudo muda.
As peças são trocadas.
As posições são invertidas.
Novas estradas são abertas, algumas pontes que nos ligavam a um outro lado, desabam.
Ligações são perdidas, números de celulares são apagados.
Novos contatos são adicionados.
Novas viagens são planejadas.
Antigos sonhos são esquecidos e novos planos são traçados.
O tempo se encarrega disso.
Verdades são reinventadas.
Aniversários são comemorados, pessoas envelhecem, ganham rugas.
Livros ganham reedições, filmes são refilmados.
Alguns mudam de posição na sua lista de prioridades.
Muitas das coisas que antes você julgava não viver sem, hoje são apenas lembranças.
Fotografias envelhecem, papeis amarelam, desfraguimentam-se.
Casas são vendidas, reformadas, demolidas, para dar lugar à outras histórias.
A vida continua, ela sempre continua.
O mundo continua girando, independente de sua tristeza.
O sol continua sendo sempre esperado depois de uma forte chuva.
E as pessoas que deixaram essa vida, não voltam mais.
Mas o tempo que nunca para, é o mesmo tempo que dizem cura quase tudo.

♪ Ouça:  Pyro - King of Leon 

Um comentário:

  1. Será que sonhos podem ser esquecidos? Não sei, creio que alguns acabam sendo modificados, por uma força maior que nossa vontade, por força de outros que são alheia à nossa vontade...
    Mas sonho é pra ser sonhado, buscado, e alcançado.
    Um dia sonhei ser feliz, ao lado de um cara, que feliz não quis ser, mas não deixei o sonho de ser feliz de lado, não esqueci esse sonho, pra ser bem sincero, por vezes quase desacredito em alcança-lo, mas logo sigo em frente!
    É claro que traço novos planos, moldo-me aos dias, ao tempo para que ele não consuma-me.
    As prioridades mudam como você mesmo citou, algumas mudaram de posição na minha lista, outras foram deletadas, acho que a gente também modifica-se com o passar dos dias e com tudo que soma-se à eles.
    Afinal, viver é uma grande mudança, por vezes uma mudança difícil de ser concluída, em outras uma mudança simples que nem sentimos quando ela acontece.
    "O sol continua sendo sempre esperado depois de uma forte chuva", assim com um lindo sorriso ilumina nossa face, depois que as lágrimas secam. E as pessoas especias, aquelas que foram-se por vontade própria ou por uma força maior, e não querem ou não podem mais voltar, tornam-se lembranças, doces lembranças, para vestir nosso rosto com um belo sorriso, ao lembrarmos delas!
    E o tempo com essa mania de correr, faz sim as horas, os dias, os meses, os anos passarem, mas não é verdade que ele cura tudo, apenas vai amenizando nosso sentir, fazendo a dor virar companheira. Não cura, apenas trata os sintomas da dor, tornando-à suportável.

    É muito bom, vir aqui...Sentir o seu sentir.
    Grande abraço!
    Gê!

    ResponderExcluir