segunda-feira, 4 de abril de 2011

Eu então serei um cara de muita sorte


Hoje eu senti tanto a sua falta, chorei novamente, mas de certa forma não foi tão triste.
Senti falta da sua companhia, dos nossos planos, da mobília do quarto. Me dei uma dose de tortura ouvindo as nossas músicas, juro, têm algumas frases delas que me destroem por dentro.
Hoje mais que nos outros dias eu senti sua falta. Eu mudei, mudei muito, mas sinto falta de quem eu era, sinto falta de você.
Não estou mal, estou só com saudades, queria poder acordar novamente e olhar pro lado e ver você me olhando, guardando meu sono, com o seu sorriso lindo dizendo bom dia vida, queria poder pelo menos mais uma vez te dar um beijo bem demorado de boa noite e um abraço apertado te sentir novamente nos meus braços e por um segundo acreditar que nada disso aconteceu, queria poder me despedir.
Queria outra vez estar no banho e ver a porta se abrir e ouvir você dizendo, aquelas coisas que eu nem ousaria escrever aqui.
Gui queria só por mais uma manhã fazer nosso café da manhã, o qual você fingia que gostava só para não me chatear, eu sempre soube. Mas você gostava de me mimar, fazia tanto isso comigo que eu sentia vontade de retribuir.
Se eu pudesse mais uma vez te contrariar só pra você me fazer ficar quieto com beijos. Se eu pudesse te acordar de madrugada para correr na praia e sentar só mais uma vez nas pedras e ouvir o barulho do mar abraçado com você, se só mais uma vez eu pudesse fazer isso, abriria mão de tudo só por esse momento.
Eu acreditei quando você disse que era pra sempre, eu acreditei quando você disse que íamos ficar velhinhos juntos, e que íamos ser chamados de avós, eu tive vontade de envelhecer, porque era com você. Talvez seja por isso que é tão difícil às vezes de aceitar que eu vou ter rugas, mas você não vai vê-las.
Eu só queria mais uma chance de te encontrar, eu sei que é impossível, mas queria ter essa chance para dizer que esse é o momento mais importante da minha vida. Eu nunca vou deixar de te amar, mesmo que eu quisesse eu jamais poderia te esquecer. Mas quero te guardar no lugar mais calmo e bonito que existir dentro do meu peito e na minha memória te ocupar do melhor espaço.
Só quero poder ter mais um chance de ser feliz, como eu já fui, porque se eu tiver, eu serei um cara de muita sorte.

Ouça: Jorge Vercilo, Avesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário