terça-feira, 18 de janeiro de 2011

E todas as vezes que eu paro para pensar em todos os erros que eu posso estar cometendo, ou em todos os lugares que eu poderia estar agora, e todas as respostas que eu poderia já ter encontrado, isso me causa uma confusão profunda e uma angústia imensa de nunca saber. Porque o que são esses erros? Como saber se são de fato erros? E se ao invés disso tivesse escolhido outro caminho, que tipo de dúvida eu carregaria agora? Talvez se tivesse encontrado outras respostas além das que eu tenho, não poderia eu estar questionando como estaria ou como seria se estivesse neste lugar, o meu lugar? Eu não sei, pois já estou achando que errar é acertar de certa forma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário