terça-feira, 3 de agosto de 2010

Viva

Eu me sinto, como se tivesse sido curado de uma doença terminal...
Sinto fome e sede de viver, sinto como se cada minuto que eu estou parado, algo da minha vida estivesse se perdendo.
Eu sinto também, como se um peso enorme tivesse sido tirado de mim...
Me sinto vivo, me sinto inteiro, livre, procurando recuperar todo tempo que parece que esteve perdido, mas não foi, todas as minhas escolhas e todas as minhas ações me transformaram no homem que eu sou, sem ter passado por isso, talvez não pudesse enxergar o tamanho da vontade que eu tenho de viver e de ser feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário