segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O que eu fiz foi dar passos grandes demais, passos que minhas pernas não puderam alcançar... O que sei que resolvi parar, resolvi diminuir, a mesma distância pode ser percorrida, devagar ou rápido, com passadas atropeladas ou contando os passos!
O mundo e eu mesmo temos nosso próprio tempo e temos nossos próprios rítmos, podemos ir apreciando o caminho ou correr sem enxergar nada ao nosso redor!
Eu escolhi agora andar bem devagar mesmo, quero ir aprendendo no meu caminho, e esse caminho é longo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário