terça-feira, 31 de março de 2009

De verdade, só a verdade


Eu gosto mesmo é de gente de verdade, gente real com seus sonhos e com seus medos, com uma vida de verdade. Uma gente que carrega nas costas o peso de seu próprio mundo. Gente que acorda para vida todos os dias sem folga uma gente que ainda nem conseguiu dormir. Pessoas de vontades, com realidades, com um dia de cada vez. Nessa brincadeira de vida real. Sem pose para a lente. Nem textos ensaiados para impressionar em um discurso. Gente que vive, mas vive mesmo. Que a cada dia faz sua história. É dessa gente que passa despercebida que eu estou falando. Aqueles que não têm cargos importantes nem projeção na mídia. Gente que não faz da vida um espetáculo público, mas que luta todos os dias. Essa gente que nem sabe que é gente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário